Em todo o mundo, famílias, empresas e ministros de governo estão fazendo mudanças  com o objetivo de proteger o mundo natural e  tornar o mundo um lugar melhor para se viver, essa movimentação é chamada de revolução verde.

Fatores ambientais, sociais e de governança (ESG) têm se tornado cada vez mais importantes na tomada de decisões de negócios, investimentos e finanças. Esse conceito está muito além da vontade de poucos uma vez que a ONU lançou em 2015 o mapa dos 17  Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (SDG).

Isso prova que promover a adoção da revolução  sustentável em toda a cadeia de valor pode incentivar um maior investimento privado no desenvolvimento  de relações mais respeitosas entre sociedade, fornecedores, associados clientes, resultando em  um impacto positivo para todo o  ambiente de negócios e vida comunitária.

Desenvolvimento sustentável e geração de valor

 

Há uma série de razões convincentes para as empresas buscarem o participar desse movimento de impacto social e se envolverem com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Além da necessidade de atender ao apelo da sociedade por maior transparência e responsabilidade por um mundo melhor, combinar propósito com lucro pode gerar uma vantagem competitiva única, adequada para consumidores e investidores exigentes. Isso inclui:

  • gerar novas receitas criando oportunidades de diferenciação e crescimento de mercado;
  • recrutar e reter talentos otimizando sua força de trabalho;
  • aumentar a resiliência da cadeia de suprimentos, aprimorando a sustentabilidade da cadeia e a eficiência operacional;
  • aumentar a atratividade para um leque maior de investidores.

Sustentabilidade será um fator chave no futuro

Quanto mais cedo os empresários  considerarem como essas mudanças podem afetar seus negócios e como lidar com a conformidade, melhor a chance de sobrevivência no futuro da revolução verde.

Algumas empresas até mesmo contam com uma certificação especial denominada B-Corp. Elas representam negócios com fins lucrativos que, além do retorno aos acionistas, buscam também trazer benefícios reais para a sociedade e para o meio ambiente.

Se precisar de ajuda para definir uma nova estratégia que englobe essa revolução  sustentável, basta entrar em contato com nossos especialistas!